TechMestre - Tecnologia sob medida
TechMestre >>
Curiosidades
>>
Adolescente sobrevive milagrosamente após cair de penhasco e ser picado por cobra venenosa depois da queda
Imagem para Adolescente sobrevive milagrosamente após cair de penhasco e ser picado por cobra venenosa depois da queda

Adolescente sobrevive milagrosamente após cair de penhasco e ser picado por cobra venenosa depois da queda


23/07/2015 07h48

Adolescente Brock Leach sobreviveu depois de cair de um penhasco de 30 metros de altura e ser picado por uma cobra venenosa.


Um adolescente sobreviveu depois de cair de um penhasco de 30 metros de altura e ser posteriormente picado por uma cobra venenosa.

Brock Leach, de 14 anos, caiu da borda do penhasco e escapou com alguns ferimentos. Mas, enquanto ele tentava escalar de volta para sua segurança, sentiu uma dor aguda e ficou horrorizado ao perceber que havia sido picado por uma víbora. 

Adolescente Brock Leach sobreviveu depois de cair de um penhasco de 30 metros de altura e ser picado por uma cobra venenosa

A queda de Brock foi testemunhada pelo irmão, Josh, de 16 anos, que correu para ajuda-lo.

Seu braço tinha inchado para 3 vezes o tamanho normal. Ele acabou sendo resgatado e levado ao hospital, onde tomo um medicamento para mordida de cobra.

Além da picada, Brock quebrou a pélvis e sofreu contusões graves na queda.

A mãe de Brock, Tracey, de 47 anos, de Tintagel, Cornwall, Inglaterra, disse que teve muito orgulho pelos filhos conseguirem lidar com a situação.

Tracey, que também tem dois outros filhos, Oliver, de 19 anos, e Samuel, de 18, ouviu o helicóptero de resgate a partir de sua casa, enquanto estava conversando com seu marido Dean, de 43 anos, pela internet.

Ela só soube do acidente quando Josh chegou em casa acompanhado de um guarda da costa.

O incidente ocorreu na falésia na costa de Trebarwith.
Fonte: Mirror
Cadastre seu email e receba novidades!

Cadastre seu email e receba as últimas novidades:

Twitter
Cadastre seu email e receba novidades!

Cadastre seu email e receba novidades:

MAIS LIDAS