TechMestre - Tecnologia sob medida
TechMestre >>
Curiosidades
>>
Após noite de bebedeira há dois anos, homem começa a soluçar constantemente e terá que conviver com problema pelo resto da vida
Imagem para Após noite de bebedeira há dois anos, homem começa a soluçar constantemente e terá que conviver com problema pelo resto da vida

Após noite de bebedeira há dois anos, homem começa a soluçar constantemente e terá que conviver com problema pelo resto da vida


09/06/2014 08h22

Paciente foi diagnosticado com esclerose múltipla, e acredita que problema esteja ligado à doença.


Um homem que está há dois anos soluçando sem parar descobriu que provavelmente não existe cura para seu caso. Ele terá que conviver com seu problema pelo restante da sua vida.

Daniel Clavin, de 38 anos, começou a sofrer com os constantes soluços depois de uma noite de bebedeira. Atualmente ele é obrigado a dormir em um quarto separado do de sua esposa, e tem vergonha de ir a locais públicos.

Pai de dois filhos, o homem foi recentemente diagnosticado com esclerose múltipla, e acredita que os soluços possam estar ligados aos sintomas da doença. “Eles [soluços] tomaram conta da minha vida e não sei se vou me livrar deles”, contou.

Daniel acredita que a esclerose possa ter causado o problema, já que afeta o cérebro de muitas formas diferentes. Seus soluços começaram em julho de 2011. Ele está sendo atendido por um neurologista, o qual receitou um remédio indicado para esquizofrênicos a fim de tentar tratar seu problema. Os medicamentos ajudam a parar com os soluços por alguns dias, mas eles retornam outros seguidamente.

Homem que soluça sem parar há dois anos descobre que terá que conviver com problema pelo resto da vida

Além dos remédios, há a possibilidade de um tratamento por meio do diafragma, o qual interromperia o sinal do cérebro. Mesmo com os problemas, ele continua mantendo seu trabalho normalmente, em Dublin, na Irlanda.

“Meus colegas de trabalho são muito bons e tolerantes”, contou. Sua esposa, Susan, de 39 anos, concluiu dizendo: “Mesmo quando ele está tendo uma semana boa, é difícil tê-lo de volta na cama, porque já me acostumei a dormir sozinha. Nós ainda estamos desesperados para encontrar alguém que possa ajuda-lo, pois os soluções estão acabando com nossas vidas”.
Fonte: Mirror
Cadastre seu email e receba novidades!

Cadastre seu email e receba as últimas novidades:

Twitter
Cadastre seu email e receba novidades!

Cadastre seu email e receba novidades:

MAIS LIDAS