TechMestre - Tecnologia sob medida
TechMestre >>
Curiosidades
>>
Jovem processa médico e hospital após cirurgia na coluna a deixar cega e confinada em cadeira de rodas
Imagem para Jovem processa médico e hospital após cirurgia na coluna a deixar cega e confinada em cadeira de rodas

Jovem processa médico e hospital após cirurgia na coluna a deixar cega e confinada em cadeira de rodas


03/12/2014 05h40

Bethany Flanders, de 20 anos, está processando médico e hospital após cirurgia na coluna a deixar cega e em cadeira de rodas.


Um hospital e um cirurgião de coluna vertebral, que trabalhou no local, estão sendo processados por imperícia após uma jovem alegar que ficou cega e confinada a uma cadeira de rodas para o resto da vida após uma cirurgia.

Bethany Flanders, de 20 anos, de Dallas, tinha a visão normal quando foi para a sala de operação, mas após 7 horas de cirurgia saiu incapaz de enxergar novamente.

Bethany e seus pais não foram sequer avisados sobre o risco de cegueira, diz a ação movida. 

Bethany Flanders, de 20 anos, está processando médico e hospital após cirurgia na coluna a deixar cega e em cadeira de rodas

O advogado da família, Peter Johnson, disse que Bethany sofria de escoliose grave, quando procurou pela cirurgia, já que mal conseguia andar.

Ele também afirmou que os médicos do hospital, incluindo o cirurgião responsável, Oheneba Boachie-Adjei, nunca disse a sua cliente ou seus pais que a cegueira era, por vezes, um efeito colateral possível para este tipo de cirurgia, além de que o termo de consentimento que eles assinaram não fazia nenhuma menção do fato.

De acordo com o advogado, o hospital e os médicos agravaram o problema de Bethany quando ainda colocaram um tubo em sua garganta na sala de recuperação, e ela escreveu em uma placa que não conseguia enxergar. Os responsáveis pelo caso ignoraram o fato por meses, e, como resultado, ela perdeu a chance de reverter o dano.

Bethany pode ver apenas partes de objetos à distância e precisa de uma lupa para fazer qualquer leitura.

O médico responsável pela cirurgia foi aposentado do centro médico em julho, para retornar a Gana, seu país de origem, onde ele está executando a criação de um hospital de sua fundação.
Cadastre seu email e receba novidades!

Cadastre seu email e receba as últimas novidades:

Twitter
Cadastre seu email e receba novidades!

Cadastre seu email e receba novidades:

MAIS LIDAS