TechMestre - Tecnologia sob medida
TechMestre >>
Curiosidades
>>
Professora presa por ter relação íntima com aluno é novamente acusada de dormir com outro menor
Imagem para Professora presa por ter relação íntima com aluno é novamente acusada de dormir com outro menor

Professora presa por ter relação íntima com aluno é novamente acusada de dormir com outro menor


08/08/2014 08h09 - Atualizado em 08/08/2014 13h17

Professora Brianne Altice, que estava sendo julgada por ter relação íntima com aluno adolescente, foi novamente acusada.


Uma professora que está sendo julgada por ter relações íntimas com um aluno adolescente agora é acusada de dormir com outro menor.

A professora de Inglês Brianne Altice, de 35 anos, foi acusada por um adolescente de 16 anos de idade, que disse à polícia ser capaz de mencionar onde ela tinha tatuagem e como é a disposição dos cômodos de sua casa.

Os dois são acusados de terem tido relações íntimas durante um período de seis meses, entre janeiro e junho de 2013, na casa da mulher, em um parque e até em um estacionamento de uma igreja. 

Professora Brianne Altice, que estava sendo julgada por ter relação íntima com aluno adolescente, foi novamente acusada

Após o início do julgamento, um segundo jovem, de 17 anos, apareceu acusando a professora de ter relações também com ele.

O julgamento que deve ocorrer no próximo mês, já foi adiado, e seu casamento, desde o início das acusações, terminou com pedido de divórcio do marido.

Altice supostamente usava um aplicativo para disfarçar seu número de telefone celular quando ela se comunicava com os dois meninos. Ela enfrenta quatro acusações de estupro e duas acusações de sodomia forçada.

O assunto só veio à tona depois que um dos adolescentes envolvidos se gabou de ter tido relação com ela, e uma colega do sexo feminino acabou contando para sua avó, que alertou a polícia.

A menina foi posteriormente forçada a se mudar da escola, após ter sido intimidada pelo colega por ter contado o caso.

Altice, que trabalhou na Davis High School, em Kaysville, Utah, teve fiança estipulada em 10.000 dólares desde sua prisão em outubro passado. Ainda não se sabe quando o novo julgamento acontecerá.
Fonte: Mirror
Cadastre seu email e receba novidades!

Cadastre seu email e receba as últimas novidades:

Twitter
Cadastre seu email e receba novidades!

Cadastre seu email e receba novidades:

MAIS LIDAS